Five Came Back | Quando os diretores vão para a Guerra (de verdade).

Falou documentário, falou comigo.

Quem não gosta de se surpreender com um bom documentário que te deixa pesquisando sobre aquele assunto por muito tempo depois de terminar de assistir? Então, se você é fã de cinema e tenha uma inclinação para as aulinhas de história, talvez me agradeça depois de dar uma checada em Five Came Back.

O documentário conta a história de cinco grandes diretores da hollywood clássica: Frank Capra, George Stevens, John Huston, William Wyler e John Ford. Todos com a missão de retratar a segunda guerra mundial com suas câmeras, mas sem grande equipe ou a segurança de um estúdio, tudo depende da habilidade de cada um.

Huston (segundo em sentido horário) e Capra (extremo a direita)

Com depoimentos dos próprios diretores em forma de arquivo, o filme também traz alguns nomes atuais  fazendo comentários e ajudando a contar a história. Mas não é qualquer nome, é gente de peso, vai aí um Spielberg, um Paul Greengrass, Lawrence Kasdan (não tão bom diretor, mas ótimo roteirista), Francis Ford Coppola e o nosso queridinho, Guilhermo Del Toro (gordelicioso).

Tá tudo muito bem, obrigado. Aí SHAZAMKARAI, ainda me inventam de colocar Deus na narração. E não, não é o Morgan Freeman, não estou falando da voz de Deus, falo de Deus em pessoa, a oscarizada Meryl Streep.

Dividido em três partes, o documentário pode ser visto todo de uma vez sem problema. Ele nunca fica cansativo e se você se interessa pelo assunto, o tempo vai passar voando. O formato pode estar divido, mas funciona como uma obra de três atos do mesmo jeito. O primeiro é a apresentação destes diretores clássicos e como entraram para a missão, já o segundo envolve a missão em si, com depoimentos sobre o fascínio e os horrores da guerra, que Capra chega a mencionar “não se sentir mais interessado” depois de ver a proporção que tudo tomou. A última parte, ou terceiro ato, traz o resultado do trabalho desses diretores durante seu período no campo de batalha e como isso influenciou seus futuros projetos.

John Ford dando aquela checada no roteiro

Five Came Back mostra como a guerra afetou – entre tantos setores – a industria cinematográfica, uma delas sendo a criação da categoria “documental” na premiação da Academia (Oscars). O resultado das filmagens destes diretores foram surpreendentes, principalmente quando consideramos que eles não eram pouca coisa. Muito pelo contrário.

Todos fizeram ótimos trabalhos, alguns são bastante interessantes. Capra, que não parou quieto e fez várias animações, curtas e uma sequencia de especiais em uma série que chamou de “Why We Fight“. É interessante ver seu ritmo e vontade de fazer algo relevante, não apenas uma filmagem do que estava acontecendo. Assim como Capra, temos John Huston com o impressionante Let There Be Light (1946), focando no estresse pós traumático dos soldados que retornam para casa. É um assunto bastante delicado e nunca explorado da forma de Huston fez.

O documentário é obrigatório para qualquer fã de cinema e está disponível no serviço de streaming, Netflix.
Vai lá dar uma assistida e volta aqui comentando se gostou ou não 😉

five came back 3

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *